Prefeito Eleito

Araxá(MG) 1985. Aspecto da Convenção realizada para prefeito. Em destaque, o candidato Aracely de Paula e o Dep. José Santana.
Araxá(MG) 1985. Aspecto da Convenção realizada para prefeito. Em destaque, o candidato Aracely de Paula, sua esposa Lúcia Ignêz e o Dep. José Santana.
Araxá(MG) 1985. Campanha Eleitoral. Flagrante: Alzira Rodrigues Duarte e seu esposo Benedito de Paula com o vice-presidente da República, Aureliano Chaves.
Araxá(MG) 1985. Campanha Eleitoral. Flagrante: Luiz Carlos de Paula e sua mãe, Alzira Rodrigues Duarte, com o vice-presidente da República, Aureliano Chaves.
Araxá(MG) 1985. Campanha Eleitoral. Flagrante: O vice-presidente da República, Aureliano Chaves, o candidato Aracely de Paula e sua esposa Lúcia Ignêz.
Araxá(MG) 1985. Campanha Eleitoral. Flagrante: O vice-presidente da República, Aureliano Chaves, ladeado pelas irmãs Cinthya e Giovana.
Araxá(MG) 1985. Campanha Eleitoral. Flagrante: Aracely Júnior com o vice-presidente da República, Aureliano Chaves.
Araxá(MG) 1985. Campanha Eleitoral. Aspecto: O ex-governador/MG, Francelino Pereira, Giovana de Paula e seu pai Aracely, o vice-presidente da República, Aureliano Chaves e Antônio Leonardo Lemos Oliveira, dentre outros.
Araxá (MG) 1985. Campanha Eleitoral. Flagrante parcial do público em reunião realizada no Clube União, com a participação de autoridades visitantes.
Araxá (MG) 1985. Campanha Eleitoral. O candidato Aracely, ladeado pelo ex-governador/MG, Francelino Pereira e pelo vice-presidente da República, Aureliano Chaves.
Araxá (MG) 1985. Campanha Eleitoral. No Clube União, o candidato Aracely e o vice-presidente da República, Aureliano Chaves, junto ao público presente.
Araxá (MG) 1985. Campanha Eleitoral. O candidato Aracely e o Presidente da República, Aureliano Chaves, dentre outros.
Araxá (MG) 1985. Campanha Eleitoral. No Clube União: o Secretário de Estado de Educação/MG, Paulino Cícero, o candidato Aracely e o vice-presidente da República, Aureliano Chaves, junto ao público presente.
Araxá (MG) 1985. Campanha Eleitoral. Flagrante parcial do público em reunião realizada no Clube União, com a participação de autoridades visitantes.
Araxá (MG) 1985. Campanha Eleitoral. Flagrante parcial do público em reunião realizada no Clube União, com a participação de autoridades visitantes.
Araxá (MG) 1985. Campanha Eleitoral. Flagrante parcial do público em reunião realizada no Clube União.
Araxá (MG) 1985. Campanha Eleitoral. Flagrante parcial do público em reunião realizada no Clube União.
Araxá(MG) 1985. Campanha Eleitoral. Aspecto: o vice-presidente da República, Aureliano Chaves ladeado pelo candidato, Aracely e Antonio Leonardo.
Araxá(MG) 1985. Campanha Eleitoral. Flagrante: o candidato Aracely de Paula com um grupo d e crianças.
Araxá(MG) 1985. Campanha Eleitoral. Em destaque, Benedito de Paula, o candidato Aracely e sua esposa Lúcia Ignêz e o vice-presidente da República, Aureliano Chaves.
Araxá (MG) 1985. Campanha Eleitoral. O candidato Aracely com seu sobrinho, Tiago.
Araxá (MG) 1985. Campanha Eleitoral. Flagrante parcial de comício realizado no Barreiro.
Araxá (MG) 1985. Campanha Eleitoral. Aspecto parcial da carreata (Rua Calimério Guimarães).
Araxá (MG) 1985. Campanha Eleitoral. Flagrante do momento em que o candidato Aracely deixava sua mensagem aos eleitores.
Araxá (MG) 1985. Campanha Eleitoral. Flagrante parcial do público, enfrente à Igreja de São Sebastião.
Araxá (MG) 1985. Apuração dos resultados da Campanha Eleitoral no Ginásio Dino Baroni.

“Neste alvorecer do novo Araxá, quando o silêncio das urnas falou mais alto ao coração da gente araxaense, tenho somente palavras de agradecimento. Agradeço a Deus por ter encontrado nesta caminhada, as forças necessárias para mais uma vez ser útil a esta gente que soube compreender o meu esforço e como resposta, deu-me o voto de confiança.
Agradeço a todos aqueles que comigo empunharam a bandeira da PAZ, do PROGRESSO e do TRABALHO.
Agradeço também aos meus adversários, que me proporcionaram as condições de cada vez mais ter força, coragem e fé nesta caminhada, que teve e tem um só objetivo: o trabalho em prol de uma Araxá mais feliz, onde os seus filhos tenham o sagrado direito de respirar o ar puro da democracia, da liberdade e da igualdade!
Meus concidadãos! Creio na força do trabalho que produz e constroi. Creio no Homem como forma mais expressiva da Fé e da Esperança. Creio na juventude como responsável pelo Araxá do amanhã. Creio no governo participativo onde todos os homens representam um só pensamento, um só ideal.
Agora uma nova estrela surge, um Ideal fascina e uma esperança sussurra na fonte a canção do nosso desejo: faremos de Araxá uma cidade digna de todos os seus filhos.” (Pref. Aracely de Paula, 1985)

PREFEITO ELEITO

Volta das eleições para prefeitos

Em 15 de janeiro de 1985, Tancredo Neves foi eleito pelo Colégio Eleitoral o primeiro presidente civil brasileiro após 21 anos de Regime Militar. Na véspera de sua posse, marcada para 15 de março do mesmo ano, Tancredo foi internado no Instituto do Coração, em São Paulo, vindo a falecer em 21 de abril de 1985. José Sarney, eleito à vice-presidência da República, foi efetivado como o novo presidente do Brasil, dando início ao período denominado Nova República.

Inicia-se, então, a fase de reconstrução da democracia. Foi editada a Emenda Constitucional nº 25, a qual instituiu diversas mudanças políticas no país; dentre elas, o estabelecimento de eleições diretas para presidente pelo sistema de maioria absoluta; a convocação para 15 de novembro de 1985, de eleições para prefeitos das capitais e dos municípios considerados de segurança nacional e estâncias hidrominerais.

Nesse contexto, a disputa político-partidária, no tocante ao comando das prefeituras municipais, estancada por muitos anos, veio a esquentar o cenário político, de maneira apaixonada.

Marcadas as eleições extemporâneas, as campanhas ganharam as ruas. O povo voltaria a escolher os seus prefeitos através do voto direto. Era a volta da democracia.

Grupos, os mais diversos se formaram em torno de candidaturas que representavam os mais estranhos segmentos – quer na área política, quer nas áreas empresarial, ideológicas e tantas outras – os quais se sentiam marginalizados pelo processo de nomeação dos prefeitos das cidades.

Em Araxá, não podia ser diferente. Foram lançadas quatro candidaturas em torno dos nomes: Aracely de Paula (PFL), Edgard Martins Maneira (PMDB), Juarez França (PT) e Rubens de Oliveira Passos (PDT). As campanhas transcorreram num clima de euforia contagiante. Comícios se sucediam nos diversos setores da cidade. Um pleito participativo, sem nenhum incidente de natureza qualquer.

O processo de apuração das urnas – presidido pelo juiz eleitoral, Fabiano Rubinger de Queiroz, com a participação do juiz, José Flávio Saraiva, e colaboração de 32 escrutinadores – revelou vitoriosa a chapa “Bate Coração”, encabeçada por Aracely, o qual foi assim reconduzido à Prefeitura de Araxá para o terceiro mandato, exercício 1986/1988.

Referente a esse pleito, a Justiça Eleitoral promulgou os seguintes resultados: dos 38.805 eleitores inscritos no Colégio Eleitoral, participaram do pleito 34.476, com índice de abstenção de 11,3%. Votos brancos: 451. Votos nulos: 486.

Dos 33.539 votos válidos, Aracely obteve 18.419, o que equivale a 54%, ou seja: 3.299 votos a mais que a soma dos outros três candidatos. Das 132 urnas apuradas, Aracely venceu em 131. Na única urna em que perdeu, a diferença foi de apenas 01 (um) voto.

Reconduzido à Prefeitura pelo voto popular, Aracely assumiu o final da gestão do prefeito nomeado, Kleber Pereira Valeriano; e, não só obteve a aprovação de seus dois primeiros períodos de governo (1975/1979 e 1979/1982), como também fez o seu sucessor.




Fotos: Arquivo pessoal do Dep. Aracely de Paula.
| Mais